Pular para conteúdo principal

Áreas de atuação

Autoconhecimento

Ter a percepção clara de quem somos, nos permite ponderar nossas atitudes diante das mais diversas situações do dia a dia.

Psicologia

Estudar o comportamento humano, os processos mentais, compreender as emoções e a forma de pensar do indivíduo.

Palestras e Cursos

Você conhecerá melhor suas qualidades, limitações e essência, algo que refletirá em todos os aspectos de sua vida.

Especialidades

Psicologia Clínica, Programação Neuro Linguística, Psicodinâmica em Negócios, Gerenciamento de Emoções e Conflitos.

[]
1 Step 1

Faça aqui, seu pré agendamento

Retornaremos seu contato

Seu nome:seu nome
Melhor dia para contato:of appointment
date_range
Melhor horário para contato:Escolha!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Lizandra Arita
Siga Lizandra Arita no Facebook
Siga Lizandra Arita no Instagram
  • Na vida, a direção e a continuidade são sempre muito mais importantes do que a velocidade. Por isso, não tenha pressa. Tenha foco, tenha disciplina, tenha acima de tudo resiliência, muita resiliência, pois o caminho a ser percorrido em direção aos nossos sonhos nunca é fácil. #lizandraarita #lizandraaritapsicologia #psicologia #psicoterapia #terapia #saudemental #sejamaisfeliz #bemestar #psicologiaclinica #psicodinâmica
  • Praticamente todos nós já passamos por algum momento de desequilíbrio alimentar, quando exageramos na quantidade (e/ou na qualidade) do que comemos e bebemos. Às vezes, trata-se de algo pontual. Acontece durante as festas de fim de ano ou nas férias, por exemplo. Em outros casos, porém, tal comportamento pode perdurar, se entranhar no cotidiano, até se tornar um hábito. Em ocasiões assim, convencionou-se nos últimos anos a prática de um protocolo capaz de romper este ciclo vicioso, o chamado Detox. Por meio dele, promovemos uma limpeza do nosso organismo pela não ingestão de determinados alimentos e pela introdução de uma dieta baseada em substâncias que desintoxicam nosso corpo. Trata-se de uma ruptura, de um choque momentâneo, que visa normalizar nosso estado fisiológico. Agora, este mesmo conceito passa a ser utilizado também para reequilibrar a nossa saúde emocional. Assim como precisamos cortar o cardápio inadequado para limpar o organismo, às vezes é necessário fazer um reset comportamental, afastando antigas condutas, introduzindo novas posturas. Hoje em dia, nada intoxica mais nosso emocional do que a ansiedade e o estresse – que, por sua vez, podem ter inúmeras origens, desde o excesso de trabalho, sedentarismo, falta de convívio social, relacionamento infeliz, entre outras. Em virtude disso, o detox emocional pode ter diferentes componentes, de acordo com cada caso. Algumas decisões, porém, são sempre benéficas. Ficar um tempo desconectado das tecnologias e das redes sociais é uma delas. Outra é se distanciar de pessoas, lugares e experiências que lhe causam sofrimento. Praticar uma atividade física, fazer meditação, ter um contato maior com a natureza, se engajar à uma causa social também traz enormes benefícios. Procure a sua fórmula e purifique seu eu interior. #lizandraarita #lizandraaritapsicologia #psicologia #psicoterapia #terapia #saudemental #sejamaisfeliz #bemestar #psicologiaclinica #psicodinâmica
  • Certamente você já escutou o adágio popular “a diferença entre o veneno e o remédio é a dose”. Como poucas, essa frase ilustra muito bem o quão tênue, às vezes, é a linha que separa o bem do mal, o positivo do negativo. Isso pode ser comprovado em inúmeras situações, principalmente na conduta humana. Um ato virtuoso pode, num piscar de olhos, se transformar em algo horroroso. Por exemplo, alguém que acredita estar protegendo e cuidando de uma pessoa pode, de uma hora pra outra, estar controlando-a ou censurando-a. É aqui, neste ponto, que surge o conceito nebuloso da possessividade. Como o próprio nome sugere, trata-se de um sentimento exacerbado de posse sobre algo ou alguém, que se consuma em ações, opiniões ou sensações de domínio. A possessividade é uma manifestação unilateral, autoritária e acintosa, que independe de qualquer aprovação. A origem deste fenômeno é variada, indo desde a solidão à discriminação e, em algumas ocasiões, pode até ser um traço genético. Mas as principais conexões estão no medo, na desconfiança e na insegurança. Não se engane, possessividade não é amor, e nunca pode ser usado como justificativa de nada. Enquanto no amor existe confiança, desejo de compartilhar e espaço na relação, na possessividade existe suspeição, egoísmo e exploração. Em um relacionamento possessivo, não há possibilidade sequer de amizades - o nível de ciúmes é tal, que uma simples conversa já é motivo para desconfiança. O possessivo é hábil em manipular as emoções do parceiro para diminuir a sua autoconfiança, fazer com que se sinta incapaz e culpado. Em casos mais graves, a possessividade pode descambar para a violência, verbal e até física, chegando a ser fatal em determinadas situações. Caso precise de ajuda para lidar com a possessividade, procure um psicólogo. #lizandraarita #lizandraaritapsicologia #psicologia #psicoterapia #terapia #saudemental #sejamaisfeliz #bemestar #psicologiaclinica #psicodinâmica

Blog da Lizandra

Back To Top